Mapeie o potencial solar do Brasil

0%
Candiota
500.000 casas

candiota_
Com pouco mais de 500 mil casas solarizadas é possível desligar a cara e poluente termelétrica Candiota, que queima carvão no Rio Grande do Sul. E aí? Aceita o desafio?

0%
Piratininga
1 milhão de casas

piratininga (1)
A termelétrica de Piratininga, no interior de São Paulo, é movida a óleo e poderia ser desativada se 500 mil telhados fossem solarizados. Vamos nessa?

0%
Usina Nuclear Angra 1
2.5 milhões de casas

angra1_
A usina nuclear de Angra 1 levou 13 anos para ser construída e custou R$5 bilhões aos cofres públicos. Esta usina é um risco constante para os brasileiros e precisa ser permanentemente desativada. A eletricidade produzida por essa usina equivale à solarização de 1.5 milhões de casas. Contamos com você nessa missão!

0%
6 milhões de casas solares
Adeus Angra 2

angra2_
26 anos de construção, R$11 bilhões a menos nos cofres brasileiros e um risco imensurável de acidente nuclear. É esse o legado que o Governo quer para o Brasil. O futuro pode e deve ser diferente: 3.5 milhões de casas solares e garantimos o fim de Angra 2! Solar já!

0 de casas marcadas

Bem-vindo ao Solariza!

Você já imaginou o que poderia acontecer com o Brasil se painéis solares fossem instalados nos telhados de todas as casas e prédios do País? Nós revolucionaríamos a forma como a energia é produzida e transmitida!

Para começar essa revolução, nós lançamos um desafio ao Governo Brasileiro: garantir que tenhamos 1 milhão de tetos solares até 2020.

Pode até parecer coisa demais, mas isso representa apenas 1,5% de todos os domicílios brasileiros. Ainda assim, o impacto seria grande: poderíamos desligar as caras e poluentes térmicas de Piratininga (SP) e Candiota (RS). Indo ainda além e solarizando 10% dos domicílios, nos veríamos livres também das nucleares Angra I e II.

Infelizmente o Governo brasileiro se recusa a investir na energia solar, dificultando o acesso a um sistema fotovoltaico. Para dar uma mãozinha, resolvemos mostrar por onde começar e, para isso, precisamos da SUA ajuda.

Como? Basta começar a jogar o Solariza! Você não só vai se tornar um instalador de painéis solares, como também irá mapear o potencial brasileiro para a energia solar. Quanto mais telhados você marcar e missões cumprir, mais pontos de energia e experiência você ganha.

Além disso, você ajuda a presentear uma instituição beneficente com a instalação de placas solares, concorre a prêmios e, se vencer o jogo, também ganha a solarização da sua casa.

O nosso objetivo? Mostrar ao Governo que, com tanto Sol e telhado, já passou da hora de deixar a energia solar iluminar o presente e o futuro do Brasil.

Está esperando o quê? Comece a jogar!

Saiba Mais

Ranking dos jogadores

Jogadores com mais telhados solarizados

    Jogadores mais experientes

      Energia Solar Gerada

        O que está acontecendo no Solariza?

        Saiba mais

        O Brasil está passando por uma grave crise elétrica. Com a escassez de chuvas e a baixa do nível dos reservatórios, o país tem cada vez mais apostado nas térmicas para gerar eletricidade, ignorando o enorme potencial renovável que temos nos ventos, no Sol e na biomassa. O planejamento feito pelo Governo não é animador: a previsão é de que nos próximos 10 anos, dos 71 gigawatts (GW) previstos para o aumento da matriz energética, quase metade venha de grandes hidrelétricas na Amazônia, comprometendo nossa biodiversidade e afetando a vida de milhares de pessoas que vivem na região. Além disso, 70% dos investimentos previstos serão feitos em fontes fósseis de energia como carvão, petróleo e gás natural.

        Continuar investindo apenas em hidrelétricas e termelétricas é sinônimo de fracasso e de contas de luz ainda mais altas. O problema é que quem paga o preço da insistência no erro é a população brasileira. Apenas em 2015, o Brasil gastou mais de 10 bilhões com as termelétricas.

        Ao invés de queimar esse dinheiro, ele poderia estar sendo investido em energia solar, uma fonte limpa e renovável, e que garante à população o acesso a eletricidade sem comprometer o meio ambiente nem o bolso dos brasileiros.

        A projeção do governo brasileiro é de que o País chegue em 2023 com 3,5 GW de energia solar, valor que poderia dobrar segundo a previsão do cenário [R]evolução Energética, publicado pelo Greenpeace em 2013. Para que se tenha ideia do tamanho do nosso potencial, somente os telhados das residências brasileiras poderiam gerar energia o suficiente para suprir 2,3 vezes o consumo residencial. Apesar disso, o governo segue ignorando que a energia solar é parte essencial da solução que o país precisa para sair da crise.
        Vamos mostrar que é possível transformar o Brasil em uma potência solar!